5 maneiras pelo caminho óctuplo do budismo pode melhorar sua vida » 1
Pensamentos

5 maneiras pelo caminho óctuplo do budismo pode melhorar sua vida »

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Um dos ensinamentos de Buda incluía o caminho óctuplo do budismo, que serve como orientação para aqueles que seguem a religião. No entanto, não importa quais sejam suas crenças espirituais, esses ensinamentos podem ajudar a melhorar sua vida de várias maneiras. O caminho óctuplo inclui oito princípios que ajudam o homem a encontrar o caminho do meio em todas as circunstâncias e a evitar os extremos, ou dualidades da existência.

O caminho óctuplo inclui essas diretrizes: entendimento correto, intenção correta, fala correta, ação correta, modo de vida correto, esforço correto, atenção correta e concentração correta. Quando seguidos corretamente, esses códigos morais oferecem à humanidade uma maneira de viver equilibrada, que cria paz e harmonia dentro de si. Abaixo, veremos um pouco da história sobre Buda e seus ensinamentos, e falaremos mais profundamente sobre o caminho óctuplo.

O início da vida de Buda

Considerado um dos líderes espirituais mais influentes da história, Sidarta Gautama, também conhecido como Buda, cresceu na atual Lumbini, Nepal, entre os séculos VI e IV aC. Viajou pelo Nepal e Índia, compartilhando seus ensinamentos sobre paz interior. e o caminho para a iluminação. Buda significa “o iluminado” ou “aquele que é despertado”.

Ele cresceu em um palácio, criado em uma família rica e aristocrática do clã Shakya. Seu pai queria proteger seu filho de todos os horrores e sofrimentos da existência humana, então ele protegeu seu filho dentro das muralhas do palácio. No entanto, os primeiros relatos da vida de Buda sugerem que ele ficou desiludido devido à sua educação e desejou mais do que apenas riquezas e se tornar um rei. Um dia, a curiosidade de Buda tomou conta dele e ele saiu para explorar o mundo fora do palácio.

O que ele viu o chocou. Ele deixou o palácio com um cocheiro e encontrou um homem velho pela primeira vez. Seu companheiro teve que lhe explicar que todas as pessoas envelhecem e morrem eventualmente. Mais tarde, Buda fez viagens mais longas fora do palácio, onde encontrou um homem com uma doença, um cadáver em decomposição e um asceta (uma pessoa que renuncia ao luxo e pratica um autodiscípulo grave). O asceta o inspirou a continuar buscando a verdade espiritual e a entender como derrotar o sofrimento humano.

Leia Também  The Daily Better Interview Part 1 - Notícias positivas da psicologia

Depois de ver tudo isso, Buda decidiu deixar o palácio e promete se tornar um rei para descobrir como superar a dor de ser humano. Ele queria descobrir como evitar o ciclo interminável de renascimentos, ou samsara, que vem de desejos não realizados.

Alcançando o nirvana através do budismo

Alguns relatos da vida de Buda dizem que ele meditou sob a árvore por sete dias. Durante esse período, o Senhor do reino dos desejos, Mara, visitou Buda e tentou impedi-lo de alcançar a iluminação. Mara supostamente enviou suas filhas para seduzir Buda, soltou exércitos de monstros nele e tentou afirmar sua superioridade. No entanto, Buda não permitiu que essas distrações o afastassem de seu objetivo.

Ele pediu ajuda à deusa da terra, pedindo que ela desse testemunho de sua superioridade e iluminação. Buda então conquistou os desejos que Mara colocou em sua mente e alcançou o nirvana. Ele não precisava mais reencarnar na Terra por causa de desejos não realizados, extinguindo as chamas do karma passado, presente e futuro.

Ensinamentos de Buda

Após o despertar de Buda, ele hesitou em espalhar o vasto conhecimento que adquirira com os outros. Ele achava que os humanos não apreciariam seus ensinamentos devido a serem dominados pela ignorância, ganância e ódio. No entanto, o deus Brahma o convenceu a ensinar, argumentando que alguns humanos entenderiam o significado por trás de suas palavras.

Enquanto viajava, Buda ensinou duas filosofias principais: as Quatro Nobres Verdades e o Caminho Óctuplo, que ele chamou de Caminho do Meio entre a indulgência sensual e a auto-mortificação. Abaixo, falaremos mais sobre o caminho óctuplo e o que ele implica.

O Caminho Óctuplo do Budismo

1 – Entendimento correto:

Esse aspecto da vida refere-se a ver o mundo claramente, não cedendo ao pessimismo, otimismo ou idealismo. Em vez disso, devemos ver o mundo como ele realmente é, não como o percebemos ou desejamos que seja. Nesta prática, Buda enfatizou a idéia de que nossas ações têm consequências, também conhecidas como karma.

Ele afirmou que desejos não realizados e vida errada amarrariam o homem ao ciclo de renascimentos, a menos que ele possa vencê-los tendo a Visão Correta. Uma vez que um homem possa limpar sua mente e consciência de ilusões e mal-entendidos derivados da ignorância, verá esta vida e todas as suas passadas.

Leia Também  20 mudanças no estilo de vida que ajudam você a ser mais feliz

2 – Intenção Correta:

O segundo passo no caminho óctuplo, a intenção correta, envolve seguir a jornada espiritual com paixão e vigor. Significa remover todos os desejos, exceto a iluminação, sabendo que todos e tudo acabarão voltando à origem de todos. Portanto, não devemos nos apegar a nada nesta Terra. Em vez disso, renunciar a todos os desejos eliminará o sofrimento e a má vontade, o que causa mais carma.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

O entendimento correto elimina a ignorância, enquanto a intenção correta tira as sementes do desejo. Estar apegado a qualquer coisa causa sofrimento devido à sua impermanência, então o budismo ensina a transcender os desejos mundanos.

3 – Fala Correta:

O budismo define o discurso correto como “abster-se de mentir, de falar de divisão, de discurso de abuso e de conversa fiada”. Todas as palavras carregam energia com elas, e os quatro tipos de fala que mencionamos têm consequências negativas. Portanto, devemos sempre nos esforçar para falar com calma e com cuidado, escolher nossas palavras.

Falar de um lugar de amor e compaixão incondicionais nos permitirá emanar uma boa energia. A comunicação cuidadosa, no espírito de consideração e aceitação, pode aproximar as pessoas e curar a tensão; portanto, devemos sempre falar com atenção.

4 – Ação Correta:

Como toda ação e palavra pode trazer carma bom ou ruim, nunca devemos infligir dor ou dano aos outros. Ação correta significa viver eticamente, considerando o bem-estar e a felicidade dos outros a cada movimento que fazemos.

Esse ensinamento inclui abster-se de ações prejudiciais, como roubar e prejudicar outras pessoas e cumprir as promessas que fazemos a outras pessoas.

Buda estabeleceu cinco preceitos a serem seguidos sob a ação correta: não matar, roubar, mentir, evitar má conduta sexual e não usar drogas ou outros intoxicantes. A ação correta também inclui cuidar da Terra para que a geração futura possa viver confortavelmente e em harmonia com o meio ambiente.

5 – Meios de subsistência corretos:

Sua linha de trabalho deve ajudá-lo a progredir em seu caminho espiritual; portanto, deve-se escolher algo que respeite toda a vida. Se sua linha de trabalho causar sofrimento a outras pessoas de alguma forma, isso prejudicará seu progresso espiritual. Buda desencorajou qualquer tipo de trabalho que lida com drogas ou álcool, envolve armas ou prejudica animais e seres humanos. Ele incentivou qualquer trabalho que enriquecesse a vida de outras pessoas, como o serviço comunitário.

Leia Também  Lutando com a perda de peso? Você não está sozinho! ~ ★ Elayna Fernandez ~ a mãe positiva ♥ ★ Elayna Fernandez ~ a mãe positiva ♥

6 – Esforço Correto:

Esse conceito significa cultivar a mentalidade correta para que você possa executar as ações corretas. Envolve gerar estados saudáveis, como paz e amor, e trabalhar para evitar estados prejudiciais, como preguiça, má vontade, inquietação e pensamentos sensuais. Sentimentos como raiva, ressentimento e ódio também devem ser eliminados.

7 – Atenção correta:

Isso significa estar plenamente consciente do momento presente, colocando a atenção de todos na tarefa em questão. Significa ser transparente e sem distrações, não permitindo que pensamentos ou sentimentos perturbem a paz interior. Ao praticar a atenção plena, qualquer desejo começará a desaparecer, ajudando a pessoa a expandir sua consciência. Ter uma mente clara e focada permite ver a realidade com mais clareza e transcender o ego.

8 – Concentração correta:

Isso significa unificar a mente pela concentração e meditação. Por ter um senso único de concentração e desistir dos desejos dos sentidos, pode-se entrar em um estado de vazio e nada onde a mente finalmente se liberta. Você pensaria que desistir do mundo causaria grande sofrimento e pesar, mas muitos renunciantes falaram da imensa alegria e paz que advém dessa prática.

Como o budismo melhora sua vida

Então, agora que seguimos o caminho óctuplo, aqui estão algumas maneiras de melhorar sua vida:

1 – Mais paz interior.

Ao seguir o caminho óctuplo, você obterá tranquilidade interior e maior determinação. Desistir de desejos pode parecer difícil a princípio, mas com o tempo você apreciará a simplicidade da vida.

2 – Melhor entendimento de si.

A meditação e a expansão da consciência para os outros o ajudarão a entender melhor a si mesmo e a seu dharma, ou propósito de vida.

3 – Maior compaixão pelos outros.

Buda enfatizou considerar os outros no caminho óctuplo, porque todos viemos da mesma consciência. Portanto, devemos tratar a todos com bondade e compaixão.

4 – Autocontrole aprimorado.

À medida que você evita ceder aos sentidos, seu autocontrole e força de vontade melhoram drasticamente.

5 – Clareza mental.

Sem a conversa mental formada a partir dos desejos, você pode ver a vida e as respostas ao universo com mais clareza. Com o tempo, isso pode levar à libertação total com concentração e desejo suficientes de liberdade.

Considerações finais sobre o caminho óctuplo do budismo

Você não precisa seguir o budismo para melhorar sua vida com o caminho óctuplo. Qualquer um pode seguir esses ensinamentos e alcançar maior paz interior, autocontrole, clareza mental, compaixão e sabedoria. É preciso muita dedicação, mas fazer a libertação no final parecer valer a pena.



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br